POPULAÇÃO RECEBE ORIENTAÇÕES SOBRE A HANSENÍASE EM CORONEL VIVIDA

Portal vividense

Portal vividense

Buscando conscientizar a população sobre a hanseníase, a Sociedade Brasileira de Dermatologia estimula para que sejam feitas ações dentro da campanha Janeiro Roxo.

Em Coronel Vivida, ela foi promovida pela Secretaria Municipal de Saúde na última quarta-feira (25), na Praça José Auache, em que a médica Rubia Barasuol fez a avaliação de manchas na pele, de quem passou pelo local.

Ela, que est√° se especializando em Dermatologia, explica que a hanseníase é uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Mycobacterium leprae, a qual acomete as terminações nervosas periféricas e troncos periféricos.

"Com isso, gerando perda de sensibilidade; formigamento; e, com o passar do tempo, podendo gerar dor neurop√°tica e perda de força muscular", resume.

Transmissão e sintomas

Doutora Rubia diz que a doença geralmente acomete indivíduos suscetíveis de todas as idades, desde crianças até idosos. "A transmissão ocorre por via respiratória, após o contato com indivíduos contaminados".

Quanto aos sintomas, ela informa que são o aparecimento de lesões esbranquiçadas ou avermelhadas ou acastanhadas na pele, com perda de sensibilidade. "Além disso, pode ocorrer formigamento, dores e fisgadas ao longo dos nervos", explica, completando que, em Coronel Vivida, no ano passado foram diagnosticados dois casos. "Nesse ano, não tivemos ainda casos confirmados".

A médica destaca que essa doença tem cura. Contudo, se não for tratada precocemente, pode gerar sequelas. Por isso, ela orienta sobre a importância do diagnóstico precoce, para que seja realizado o tratamento oportuno. "O tratamento existe, e é disponibilizado pelo SUS", destaca.

Ela, ainda, complementa: "Gostaria de frisar a importância, para que as pessoas possam procurar auxílio médico, caso observem lesões em que haja a perda de sensibilidade, seja pelo calor, dor ou tato! Assim que desconfiarem, procurem seu médico de confiança", finaliza.