Milho e soja

Milho e soja

MILHO/CEPEA: COM PROXIMIDADE DA COLHEITA, PREÇO CAI NA MAIOR PARTE DAS REGIÕES

Os preços do milho passaram a cair no mercado spot da maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão vem da proximidade da colheita da segunda safra 2020/21. Agora, compradores estão adiando as negociações de grandes lotes, na perspectiva de melhores oportunidades com o avanço da colheita. Vendedores, por sua vez, estão receosos em ofertar volumes elevados, visto que os estoques estão baixos e muitos ainda estão incertos quanto à produtividade das lavouras. Dados divulgados na semana passada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirmam queda de 6,8% na produção de milho segunda safra 2020/21 frente à temporada passada, agora estimada em 69,9 milhões de toneladas.

SOJA/CEPEA: ESTIMATIVA DE MAIOR ESTOQUE GLOBAL PRESSIONA COTAÇÕES DO GRÃO

Os preços da soja caíram no Brasil e nos Estados Unidos ao longo da semana passada, influenciados por estimativas do USDA indicando maior estoque mundial nas safras 2020/21 e 2021/22. Pesquisadores do Cepea ressaltam que a desvalorização do dólar frente ao Real, contudo, limitou a queda nos preços internacionais – à medida que deixa a oleaginosa norte-americana mais atrativa – e reduziu a liquidez no Brasil. Diante disso, entre 4 e 11 de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranagu√° caiu 2,2%, fechando a R$ 169,41/sc de 60 kg na sexta-feira, 11. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paran√° cedeu 1,7%, indo para R$ 165,35/sc de 60 kg.