Hospital Policlínica realiza bazar beneficente on-line

Venda de mercadorias apreendidas e doadas pela Receita Federal está marcada para o período entre 13 e 20 de julho

Crédito: Assessoria

Crédito: Assessoria

O Instituto Policlínica PB - Hospital Policlínica, de Pato Branco, definiu as datas para o Bazar Solidário, com produtos apreendidos e doados pela Receita Federal.

Por conta da pandemia, a comercialização será de forma on-line, no período de 13 a 20 de julho, pelo link bazar.policlinicapb.com.br.

Há limite máximo de compras por pessoa (brinquedos - 15 itens, máximo de três unidades por tipo; outros artigos de bazar - 15 itens, máximo de três unidades por tipo; equipamentos eletrônicos - duas unidades por tipo; instrumentos musicais - uma unidade por tipo; vestuário - 12 unidades, máximo de três unidades por tipo; cosméticos - cinco unidades, máximo de três unidades por tipo).

O valor máximo de compras será de R$ 900 por CPF (todos os CPFs serão monitorados pela Receita Federal).

Será possível pagar por meio de cartão de crédito (em até seis parcelas), cartão de débito ou por Pix. A retirada dos produtos será no centro de eventos Gabbana Jardins, por sistema de drive-thru entre 15 e 24 de julho, dois dias após o pagamento ser processado e agendamento prévio pela internet (sympla).

O agendamento para retirada dos produtos acontecerá somente pela internet e o link será disponibilizado a partir do dia 13 de julho. O ingresso para entrada no Gabanna Jardins será um litro de leite de caixinha.

Por serem apreendidos e doados pela Receita Federal, os produtos não poderão ser trocados ou devolvidos e também não contam com garantia contra defeitos.

A presidente do Conselho Superior do Instituto Policlínica PB - Hospital Policlínica, Fabiola Fressato Hecke, relata que a instituição está seguindo todas as diretrizes da Receita Federal para a realização do bazar.

"É a primeira edição do Bazar Beneficente e estamos tomando todos os cuidados necessários por conta da pandemia de covid-19. Também vamos seguir todos os protocolos estabelecidos pela Receita, de acordo com os termos que aceitamos para receber a doação dos itens apreendidos", detalha.

Fabiola ressalta ainda a importância do bazar para a instituição. "Com os recursos provenientes da comercialização das mercadorias apreendidas pela Receita Federal, poderemos colocar em prática mais ações do nosso projeto Hospital Amigo do Idoso 60+, com a construção do Jardim Terapêutico e treinamentos das equipes", lista. Fabiola cita também a importância do ingresso de uma caixa de leite. Atualmente, são consumidos 1,1 mil litros de leite por mês no Hospital Policlínica.

Regras do Bazar Beneficente

- O valor máximo de compras por pessoa é de R$ 900 (caso algum produto cujo preço unitário ultrapasse esse valor, a compra se restringirá apenas a este item).

- Há, também, limite máximo de compras por pessoa (brinquedos - 15 itens, máximo de três unidades por tipo; outros artigos de bazar - 15 itens, máximo de três unidades por tipo; equipamentos eletrônicos - duas unidades por tipo; instrumentos musicais - uma unidade por tipo; vestuário - 12 unidades, máximo de três unidades por tipo; cosméticos - cinco unidades, máximo de três unidades por tipo).

- Todos os CPFs serão monitorados pela Receita Federal; caso haja recusa em fornecer o número de CPF, a pessoa não poderá participar do bazar.

- Cada CPF poderá fazer uma única compra.

- As mercadorias não poderão ser utilizadas para venda no comércio, sob pena de apreensão por parte das autoridades competentes.